Regulamento do Departamento

Regulamento do

Departamento de Comunicação e Audiovisuais (DCA)

 

Introdução

Este regulamento estabelece as regras para o acesso aos serviços deste departamento e para a utilização do Laboratório e Estúdio de Audiovisuais (LEAV), enquanto unidade integrada do DCA.

Capítulo I – Definições

Artigo 1.º Missão e Objectivos

1. Pretende o DCA efectuar a cobertura, tratamento e arquivo digital dos eventos realizados pelos cursos de licenciatura do ISMT, por contacto que venha o departamento a receber pelos organizadores dos mesmos.

1.1. A Coordenação analisa e decide os meios e recursos a aportar para o evento, mediante a disponibilidade dos mesmos.

2. O DCA é um departamento que tem como missão disponibilizar aos alunos, num ambiente extra curricular, a possibilidade de acompanharem eventos institucionais, com intuito de os mesmos serem disponibilizados nos sítios digitais oficias, após edição realizada pelos alunos que integram o departamento, sob supervisão da coordenação.

2.1. Pretende-se dinamizar e desenvolver as competências apreendidas nas aulas para uma aplicação prática, junto de diversas entidades, num contexto real e com visibilidade na sociedade civil. Desta forma, os alunos podem construir portfolios individuais, pois os conteúdos, uma vez tratados, serão devidamente assinados pelos autores e disponibilizados (permanecendo em arquivo) nos sítios de internet preparados especificamente para o efeito.

3. Para esta concretização é também objecto do DCA alargar as parcerias de cooperação, já existentes, com entidades credíveis e pertinentes para os cursos de licenciatura em geral, e, em particular, para os cursos de licenciatura mais directamente envolvidos no âmbito do DCA (cursos na área da Comunicação).

4. A Coordenação é assegurada por uma equipa multidisciplinar, dois docentes coordenadores do LEAV e o coordenador técnico do LEAV, aceitando ainda alunos que voluntariamente se vão disponibilizando a colaborar, mediante a especificidade das matérias a trabalhar.

5. A Coordenação trabalhará em estreita colaboração com as coordenações dos cursos, da área da comunicação, sempre que se justificar.

6. O trabalho desenvolvido pelos alunos neste âmbito será devidamente registado no Suplemento ao Diploma destes alunos, enquanto actividade extracurricular elegível para este efeito.

.

Artigo 3.º Atribuições da Coordenação do DCA

São competências da Coordenação do DCA

  1. Programar actividades extracurriculares que visem a exploração e o apuramento de competências profissionais e transversais ao âmbito da formação
  2. Gerir o acesso às instalações do DCA e do LEAV, bem como, assegurar e manter em bom estado os equipamentos audiovisuais existentes no departamento.
  3. Identificar e reportar à Direcção do ISMT dificuldades ou necessidades ao nível das instalações e equipamentos.
  4. Manter actualizada a lista de todo o equipamento afecto ao DCA.
  5. Manter articulação com as coordenações dos cursos de 1º ciclo, especialmente, as que pertencem à área da comunicação.
  6. Efectuar a supervisão editorial das matérias disponibilizadas nos suportes oficiais e digitais próprios.

Capítulo II – Instalações e Equipamentos

Artigo 4.º Identificação das Instalações

  1. 1.O DCA situa-se no Edifício branco, em edifício anexo. As instalações dividem-se em dois ambientes distintos: área de produção de textos e de disponibilização de conteúdos em suporte digital e área de gravação (imagem).
  1. 2. A unidade do LEAV, afecta ao DCA, situa-se no último piso do edifício da Biblioteca e divide-se em três ambientes distintos: Régie de Áudio e Vídeo, sala de aula e Estúdio de Áudio e Vídeo.

Artigo 5.º Utilização das Instalações e Equipamentos

  1. As instalações afectas ao DCA são de uso e acesso exclusivo a pessoas previamente autorizadas pela Coordenação.
  2. A solicitação de cobertura de eventos, espaços (DCA ou LEAV) e equipamentos (DCA ou LEAV) estão sempre sujeitas a uma requisição prévia, com uma antecedência mínima de 8 dias úteis.
  3. O pedido deve ser efectuado, por registo no nosso site - secção Autenticação -, seguido do preenchimento de um Formulário próprio.

3.1.    Pode ainda ser usado o email ( This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. ), para este mesmo efeito. Neste caso, o texto da mensagem deverá responder aos seguintes dados: Nome do evento; Nome do responsável; Data; Horário; Local; Tipo de apoio (breve descrição do apoio pretendido).

3.2.    os pontos 2., 3. e 3.1. dizem respeito aos procedimentos para solicitação de apoio para cobertura eventos e/ou equipamentos, por parte de docentes ISMT;

3.3.    os procedimentos dos pontos 2., 3. e 3.1. aplicam-se também a pedidos  de colaborações que venham a ser efectuadas por entidades externas ao ISMT;

3.4.    a requisição de equipamento e instalações, por parte de alunos, no âmbito da realização de trabalhos curriculares respeitantes às disciplinas leccionadas no LEAV seguem o previsto no documento - Normas LEAV- que é parte integrante deste Regulamento.

 

  1. 4.Mediante o ponto anterior, será a coordenação a avaliar, planear e decidir os meios físicos e humanos a deslocar, de acordo com a disponibilidade dos mesmos.

 

  1. 5.Situações excepcionais serão objecto de análise pela Coordenação que decidirá mediante parecer da Direcção do ISMT.

 

 

Capítulo III – Disposições Finais

Artigo 6.º - Resolução de Casos Omissos

1. Situações omissas neste regulamento serão resolvidas pela Coordenação do DCA, após recolha de outros pareceres, junto da Direcção e Coordenações de curso.

O presente Regulamento entra em vigor neste ano lectivo.

Coimbra, 14 de Novembro de 2011.

NORMAS LEAV

Artigo 1.º Missão e Objectivos

1. O LEAV destina-se, prioritariamente, a apoiar com meios técnicos e humanos as aulas leccionadas neste espaço físico e os demais trabalhos curriculares solicitados no âmbito destas mesmas disciplinas.

2. Tendo em vista a rentabilização do material existente no LEAV poderão estes meios ser disponibilizados para outro tipo de actividades científicas, de divulgação ou culturais, organizadas pelos docentes e discentes do ISMT ou por entidades externas, desde que isso não prejudique o apoio às aulas e mediante deferimento prévio da Coordenação do DCA.

Artigo 2.º Identificação das Instalações

  1. A unidade do LEAV situa-se no último piso do edifício da Biblioteca e divide-se em três ambientes distintos: Estúdio/Régie de Rádio e Televisão, sala de aula e  sala de Edição de Áudio e Vídeo.

Artigo 3.º Utilização e Requisição das Instalações

  1. As instalações afectas ao LEAV são reservadas para as aulas que ali decorrem.
  1. A requisição do espaço, por alunos, para a realização de trabalhos curriculares respeitantes às disciplinas leccionadas no LEAV carece de pedido de utilização por escrito (Modelo disponível em http://leav.ismt.pt/pages/requisicao.htm) e respectiva confirmação do docente, com uma antecedência mínima de 5 dias úteis.
  1.  A requisição é acompanhada de uma declaração de responsabilidade pela integridade das instalações requisitadas.
  1. Cabe ao coordenador técnico certificar-se do cumprimento das normas de requisição.

Artigo 4.º Utilização e requisição dos Equipamentos

  1. Apenas parte do equipamento disponível é passível de ser requisitado pelos utilizadores.
  1. As requisições, salvo situações excepcionais autorizadas, devem ser apresentadas com um mínimo de 48 horas úteis de antecedência e utilizando o formulário disponibilizado em http://leav.ismt.pt/pages/requisicao.htm.
  1. 3.Os utilizadores estão sujeitos às recomendações apresentadas pelo coordenador técnico do LEAV relativamente aos equipamentos a manusear.
  1. 4.Os utilizadores são responsáveis pela integridade física dos equipamentos de que usufruem.
  1. 5.A requisição é acompanhada de uma declaração de responsabilidade pela integridade dos equipamentos requisitados.
  1. 6.Situações excepcionais serão objecto de análise pela Coordenação que decidirá mediante parecer da Direcção do ISMT.

 

Artigo 5.º Utilizadores do LEAV

  1. São considerados utilizadores prioritários, todos os docentes e alunos, das UC que decorrem no LEAV.
  1. Devem apresentar elementos de identificação sempre que tal for solicitado pelo coordenador técnico do LEAV.
  1. Devem cumprir as regras de utilização de instalações, equipamento e material estipuladas neste regulamento e em outras normas avulsas.
  1. O requisitante deverá comunicar ao DCA ( This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. ) qualquer anomalia que registe nas instalações ou equipamentos requisitados.
  1. Os requisitantes são responsáveis pelos danos ou perda do equipamento, inclusive os resultantes de negligência na utilização.
  1. O período de requisição de equipamento não poderá ser superior a 24 horas, salvo em situações excepcionais, as quais devem ser fundamentadas pela Coordenação do DCA.
  1. Não se exclui o acesso a outros interessados, mediante condições previamente definidas com a Coordenação do DCA.

 

 

Artigo 6.º Atribuições da Coordenação Técnica

O coordenador técnico do LEAV garante a prestação dos seguintes serviços aos

utilizadores:

  1. 1.Gestão de reservas e requisições do equipamento audiovisual e do espaço afectoLEAV.
  1. 2.Apoio audiovisual na realização de trabalhos, em aula, de acordo com as disponibilidades de serviço.
  1. 3.Apoio técnico na área do vídeo e na edição de som e imagem, no âmbito dos trabalhos desenvolvidos pelo DCA.
  1. 4.Preparação prévia das aulas práticas com equipamento audiovisual (câmaras, televisões, projector de vídeo, equipamento sonoro, entre outros).
  1. 5.Verificação das condições na recepção do material que tenha sido requisitado.

 

Artigo 7.º Horário

  1.  O horário de funcionamento do LEAV é disponibilizado semestralmente, no

  sítio oficial.

  1. Em situações de conflito de horário entre as aulas previstas no LEAV, que requeiram a presença do coordenador técnico, será afixada informação que permita aos utilizadores acederem aos serviços no horário oficial.

 

  1. Situações excepcionais serão objecto de análise pela Coordenação que decidirá mediante parecer da Direcção do ISMT.

 

 

 

Capítulo VI – Disposições Finais

Artigo 8.º - Resolução de Casos Omissos

  1. 1.Situações omissas neste regulamento serão resolvidas pela Coordenação do DCA, após recolha de outros pareceres, junto da Direcção e Coordenações de curso.

O presente Regulamento entra em vigor neste ano lectivo.

Coimbra, 14 de Novembro de 2011.

 

Autenticação